top of page
image.png

the NEXT MOBILITY thing 

image.png

A mobilidade afigura-se como um dos maiores desafios urbanos, devido à crescente concentração de população nas cidades. A escassez de espaço, o aumento das emissões de carbono e a insuficiência ou desadequação dos sistemas de transportes tradicionais face à procura, exigem novas abordagens que possam contrariar o uso do automóvel particular. Em resposta, o paradigma da “mobilidade partilhada” tem vindo a afirmar-se como uma solução para um novo modelo de desenvolvimento urbano.  Apesar de promissora, a oferta de soluções de scooters elétricas no mercado não se encontra, atualmente, preparada para o conceito real de “mobilidade partilhada” e demografia de algumas cidades. Assim, nasceu o projeto Mobinext, financiado pelo programa Portugal 2020, com vista à criação de um novo modelo de scooter elétrica dirigido para a mobilidade partilhada nas cidades.

Constituído por um consórcio de empresas e centros de investigação nacionais, pretende desenvolver uma scooter diferenciadora, com know-how Português e adaptada aos desafios das nossas cidades. Os parceiros do consórcio – AJP, Almadesign, CEiiA, CITNM e Wyze – propõem desenvolver uma scooter com uma estrutura e design inovadores, integração de powertrain e um módulo de conectividade, especialmente desenhados para criar uma scooter mais leve, que respeite os princípios ergonómicos e que promova uma melhor, mais fácil e mais segura interação Homem/Máquina. O consórcio irá, ainda, desenvolver uma nova plataforma de gestão do uso partilhado em serviços de mobilidade, suportada em mecanismos de Inteligência Artificial e IoT, que permita uma maior conectividade, integração e otimização das operações.

O CITNM centrou a sua participação no projeto no desenvolvimento de duas peças metálicas estruturais da scooter, produzidas por fundição em liga de alumínio - o braço oscilante traseiro e as traves laterais da scooter (direita e esquerda). O braço oscilante traseiro é uma peça de segurança crítica e conecta a roda motriz ao quadro da scooter. As traves laterais metálicas melhoram a resistência da scooter e reduzem os danos causados ​​por possíveis impactos/quedas.

O principal objetivo no desenvolvimento do braço oscilante traseiro foi a redução de peso, sem comprometer as propriedades mecânicas. Para tal, foi realizada uma otimização topológica da peça, de acordo com a lida de alumínio selecionada. Pelo seu design particular, o braço oscilante foi produzido recorrendo a moldações de areia impressas em 3D.

 

As traves laterias foram produzidas pelo método tradicional de fundição por gravidade em moldação de areia. Pela sua dimensão (940 x 600 mm), espessura (8 mm) e design, a produção destes componentes foi realizada sob rigoroso controlo. Tradicionalmente, um componente com estas características seria produzido por fundição injetada. Com isto, pretendeu-se otimizar o processo de fundição por gravidade, de forma a ultrapassar as limitações geométricas que normalmente lhe estão associadas.

Mais informações em https://mobinext.wixsite.com/projeto.

image.png

Mobility is one of the biggest challenges for cities due to the increasing concentration of population. The lack of space, the increase in CO2 emissions and the inadequacy of traditional transportation systems require new approaches that can counteract the use of private vehicles by the population. Shared mobility has emerged as a solution for a new model of urban development. Although the supply of electric scooters on the market is promising, it is currently unprepared for the new concept of shared mobility and the demographics of some cities. To remedy this, the Mobinext project, funded by the Portugal 2020 program, aims to develop a new electric scooter model for shared mobility in cities.

The project consortium is built of Portuguese companies and research centres - AJP, Almadesign, CEiiA, CITNM and Wyze - to develop a differentiated electric scooter with Portuguese know-how and adapted to the challenges of our cities. The proposal foresees a lighter electric scooter development with innovative structure and design, powertrain integration and connectivity module that respects ergonomic principles and promotes a better, easier and safer human-machine interaction. The consortium will also develop a new mobility-sharing platform supported by AI and IoT mechanisms to enable better connectivity, integration and optimization of operations.

CITNM developed two structural metallic parts of the electric scooter, produced in sand-cast aluminium alloy - the rear swing arm and side beams (left and right). The rear swing arm is a safety part and connects the driving wheel to the frame of the scooter. The metallic side beams improve the scooter's strength and reduce the damage caused by possible impacts/falls.

The main goal developing the rear swing arm was to reduce the weight without compromising the mechanical properties. To do so, a topological optimization of the part was carried, according to the selected aluminium alloy. Due to its particular design, the swing arm was produced using 3D-printed sand moulds.

The side beams were produced using traditional sand casting. Due to their size (940 x 600 mm), thickness (8 mm) and design, these components were cast under strict control. Traditionally, a component with these characteristics would be produced by die casting. By selecting this process, the aim was to build a robust part and optimize the process parameters to overcome the geometric limitations that are associated with it.

 

Learn more at https://mobinext.wixsite.com/projeto.

image.png
image.png

Braço oscilante traseiro | Rear swing arm

image.png
image.png

Traves laterias | Side beams

Copromotores | Promoters

image.png
bottom of page